segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Novidades na Construção Civil: o uso do PVC


Casa nova em sete dias e economia de 15% no custo final da obra. Essas são as promessas feitas pelas empresas Dupont, Braskem e Global Housing International, que desenvolveram um sistema de construção em concreto e PVC.

Uma estrutura oca em PVC é montada, através de encaixe, e, em seguida, preenchida com concreto. “80% (da estrutura) é feita de forma industrial. Não é necessária mão de obra especializada, apenas treinada. A redução de mão de obra é de cerca de 80%”, afirma Roberto Gandolfo, sócio-diretor da Global Housing.
A “Casa de Concreto PVC” permite, ainda, que o sistema de alvenaria seja usado para ampliação do imóvel, ou que uma casa de tijolos tenha uma parede reformada com uso do PVC.
Os responsáveis pelo sistema afirmam que o acabamento pode ser feito com os mais diferentes materiais, que vão do gesso ao azulejo, passando pelo próprio PVC, o que reduz custos e aumenta o isolamento térmico. Em Santa Catarina, o preço de venda fica entre R$ 800 e R$ 900 por m².


segunda-feira, 23 de abril de 2012

Confiança dos empresários na construção civil aumentou 2% em março


Tendências dos negócios para os próximos meses foi o quesito que apresentou melhor índice de otimismo, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas


Marcelo ScandaroliO Índice de Confiança da Construção (ICST) para o mês de março apresentou leve evolução em relação ao mesmo período do último ano: passou de -8,4% para -6,6%.  Segundo pesquisa elaborada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, apesar de a diferença ser pequena, este é o melhor resultado do trimestre, o que confirma a recuperação do setor. 

O Indicador Trimestral do ICST caiu aproximadamente 10 pontos, ficando agora com 129,9 pontos. O Índice da Situação Atual (ISA-CST) foi de -11,1% em fevereiro deste ano para -9,3% em março. Já o índice de Expectativas (IE-CST) de -5,9% foi para -4,2%. 

O quesito que apresentou melhor aumento foi o de tendência dos negócios nos próximos meses, passando de -6% em 2011 para -3,7% este ano. Analisando cada grupo separadamente, os que se destacaram no trimestre - comparando diretamente fevereiro e março de 2012 - foram: construção de edifícios e obras de engenharia (-9% a -6,6%) e aluguel de equipamentos de construção e demolição (de -15,7% a -6,2%). 

Dois grupos tiveram desempenho negativo: preparação de terreno (de 0,1% a -0,9%) e obras de infraestrutura para engenharia elétrica e telecomunicações (de -9,4% a -12,7%).

Fonte: piniweb.com.br

quinta-feira, 29 de março de 2012

Novidade no selo verde da Construção Civil

O LEED é um dos mais importantes selos conferidos à construção civil no quesito sustentabilidade. Recentemente, o US Green Building Council, responsável pelo selo anunciou novidades que objetivam reunir informações em tempo real sobre os requisitos propostos.  A ideia do US Green Building Council é melhorar cada vez mais a experiência dos usuários com o LEED e para tal, abriu uma rodada de comentários públicos para saber a opinião do público. Essa rodada foi aberta dia 1 de março e foi até dia 20. 

Leia a matéria na íntegra (em inglês) clicando aqui.

Fonte: acv.ibict.br


Certificação LEED: tudo sobre o principal selo de construção sustentável no Brasil


Criada pelo USGBC há mais de uma década, nos EUA, a certificação LEED para construção sustentável chegou ao Brasil há quase cinco anos e, hoje, é considerada o principal selo para edificações no país. Com nova versão prevista para esse ano, a certificação já atestou o comprometimento de 40 empreendimentos nacionais com a sustentabilidade e colocou o Brasil na quarta posição do ranking mundial dos países mais preocupados com a construção sustentável.


Atualmente, 40 empreendimentos brasileiros - entre bancos, hospitais, escolas, laboratórios de saúde, supermercados, prédios comerciais e outros - possuem a certificação LEED - Leadership in Energy and Environmental Design. Mas você sabe o que, de fato, esse selo verde representa? Criado em 2000, pelo USGBC - Conselho de Construção Sustentável dos EUA, o LEED orienta e atesta o comprometimento de uma edificação com os princípios da sustentabilidade para a construção civil- antes, durante e depois de suas obras. 

Emitido em mais de 130 países de todo o mundo, o selo é considerado, hoje, a principal certificação de construção sustentável para os empreendimentos do Brasil, onde é representado oficialmente pelo GBC-Brasil - Conselho de Construção Sustentável do Brasil, que foi criado no país em 2007.   

As edificações interessadas em conquistar o selo LEED devem entrar com pedido de certificação na Plataforma LEED Online, referente ao seu tipo de empreendimento. No Brasil, existem oito selos diferentes: 

- LEED NC, para novas construções ou grandes projetos de renovação; 
LEED ND, para projetos de desenvolvimento de bairro; 
LEED CS, para projetos na envoltória e parte central do edifício; 
LEED Retail NC e CI, para lojas de varejo; 
LEED Healthcare, para unidades de saúde; 
LEED EB_OM, para projetos de manutenção de edifícios já existentes; 
LEED Schools, para escolas e 
LEED CI, para projetos de interior ou edifícios comerciais. 

Em seguida, a edificação cadastrada passa pelo processo de avaliação do GBC que, no Brasil, leva em conta sete quesitos: 

- uso racional da água; 
- eficiência energética; 
- redução, reutilização e reciclagem de materiais e recursos; 
- qualidade dos ambientes internos da edificação; 
- espaço sustentável; 
- inovação e tecnologia e 
- atendimento a necessidades locais, definidas pelos próprios profissionais da GBC, que variam de empreendimento para empreendimento. 

Cada quesito tem um peso diferente na avaliação - a categoria Eficiência Energética, por exemplo, vale 37 pontos, enquanto a categoria Qualidade dos Ambientes Internos vale 17. O empreendimento avaliado pode conseguir até 110 pontos, sendo que, para receber a certificação LEED, é preciso ter pontuação superior a 40. Quanto maior a pontuação da edificação, melhor será o nível do selo conquistado. Existem quatro tipos: 

Selo LEED, conferido a empreendimentos que tiveram mais de 40 pontos; 
Selo LEED Silver, para edificações com mais de 50 pontos; 
Selo LEED Gold, para empreendimentos com pontuação superior a 60 e 
Selo LEED Platinum, para edificações que conquistaram mais de 80 pontos. 

BRASIL: QUARTO PAÍS NO RANKING DA CONSTRUÇÃO VERDE 
De acordo com levantamento realizado pela USGBC, atualmente, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking dos países que possuem o maior número de edificações em processo de certificação LEED - que é o selo verde com maior reconhecimento internacional no setor da construção civil. 

Até dezembro do ano passado, 429 construções estavam em processo de certificação no país. Na frente do Brasil, no ranking dos países mais preocupados com a construção sustentável, estão apenas EUA, China e Emirados Árabes Unidos, que possuem, respectivamente, 38.940, 807e 758 empreendimentos em processo de certificação LEED. 

Para este ano, o USGBC promete o lançamento da versão 3.0 da certificação LEED. Mais exigente, a nova versão pretende atender às atuais necessidades do setor da construção civil no campo da sustentabilidade e está prevista para ser divulgada em março.


Fonte: planetasustentavel.abril.com.br

quarta-feira, 28 de março de 2012

Casa de 1.200m² montada em 06 dias


Os pré-fabricados conseguiram mais uma marca para mostrar que são uma alternativa viável para quem não quer desperdiçar tempo em longas obras, evitando também o descarte de entulhos.
No Norte de Londres, apenas seis homens conseguiram montar duas casas de pouco mais de 1.200 metros quadrados em seis dias. Ainda deu para descansar no domingo…
As casas têm três andares, com quatro quartos e um estúdio ao fundo do quintal. A fundação é de concreto pré-moldado.
Segundo o Inhabitat, um dos destaques do projeto da Bliss Spaces é a aplicação de Kebony, um produto à base de resíduos biológicos que dá maior resistência a madeiras como faia, bordo e pinho.

Fonte: style.greenvana.com